A concentração claustrofóbica e anestesiante de post-punk deixada numa espiral infinita de melodias em loop dos 10.000 Russos no Palco Zeca Afonso.