Câmaras de segurança, painéis de publicidade, voltinhas de bicla pela cidade, visões sublimes do post-apocalipse, bailarinos pós-modernos em armazéns industriais, uma subida ao monte da criatividade ou uma simples – ou nada simples -, aparição televisiva? São todas elas formas de dar movimento a canções, imagens a ideias, personagens a sons, e de pouco se faz tanto e de tanto se faz ainda mais. Estes são os melhores vídeos da semana.

Thom Yorke – Why Can’t We Get Along

Thom Yorke deixou as luzes da ribalta no que toca a bandas ao seu companheiro de banda Jonny Greenwood – que se encontra nomeado para um Óscar pela composição da OST para o filme Phantom Thread -, mas não completamente. O cérebro dos Radiohead sonorizou esta semana um vídeo promocional da marca rag & bone e fez-se rodear dos fios electrónicos de “Why Can’t We Get Along”. (artigo completo)

Rostam – Bike Dream

Na mesma semana em que os Vampire Weekend saíram do esconderijo onde se têm mantido desde 2013, o ex-baixista da banda Rostam andou a passear a sua bicicleta carregada de sonhos e andou a espalhar boas vibrações por Copenhaga, Paris e Berlim no vídeo oficial para “Bike Dream”. O tema faz parte do seu longa-duração de estreia a solo Half-Light, editado em Setembro passado. (artigo completo)

King Tuff – The Other

A última vez que King Tuff tinha dado sinal de vida foi como um dos Muggers de Ty Segall, mas para o encontrar no papel principal do seu reinado, a memória precisa de fazer rewind até 2014, ano em que editou Black Moon Spell. Quatro anos depois e renascido de um período emocionalmente conturbado, o rei Kyle Thomas volta com um novo tema. “The Other” é uma nova canção de um novo King Tuff: delicada, sem guitarras em pleno processo de ruído e sonhadora. (artigo completo)

MGMT – Little Dark Age (Live)

Os MGMT encontram-se a poucos dias de distância de editar o sucessor do álbum homónimo de 2013 e aproveitaram estar em digressão pela Europa para estrearem na televisão alemã o tema-título, “Little Dark Age”, num bonito cenário envolto num ambiente electro-new-gothmantic que condiz brilhantemente com as atmosferas esborratadas de eyeliner da canção. (artigo completo)

Moby – Mere Anarchy

Com um novo disco prestes a ver a luz do dia, Moby lança aquele que foi direitinho e sem um piscar de olhos sequer para a lista de vídeos mais bonitos do ano. Uma fotografia impressionante, que figura numa videografia em tons monocromáticos que alternam momentos de beleza extrema como de imensa desolação em relação ao estado do mundo e do planeta. Everything Was Beautiful, And Nothing Hurt tem lançamento marcado para Março. (artigo completo)

Mint Field – Quiero Otoño De Nuevo

As mexicanas Mint Field escondem-se por detrás das nebelinas shoegaze dos Ride ou de uns U2 atmosféricos aliados a uns The Cult rendidos a construções sonoras de condição hipnótica. O álbum de estreia das meninas de Tijuana, Pasar De Las Luces, revela-se já nos tons outonais de “Quiero Otoño de Nuevo”, num vídeo feito de frieza industrial e crueza electrónica, em que o ser humano se perder algures num emaranhado de tecnologia. (artigo completo)

CHVRCHES – Get Out

Quem também se rendeu à tecnologia e construiu um vídeo exclusivamente assente num ecrã repartido com imagens de CCTV que vão correndo em paralelo ao longo do synthpop de “Get Out” foram os CHVRCHES que anunciaram este semana seu regresso aos discos depois de uma manobra promocional daquelas que quase fizeram lembrar as dos Radiohead. O disco, que herda o trono deixado vago por Every Open Eye de 2015, irá chamar-se Love Is Dead e sai algures este ano. (artigo completo)