Falar de Moon Duo é falar de Califórnia, psych e post-punk, e de uma conjugação de sonoridades negras que se entrelaçam de forma a proporcionar viagens extremas em direcção a uma parede de som feita por Ripley Johnson e Sanae Yamada.

O duo esteve este mês em Portugal para quatro datas que se espalharam ao longo do território. A descolagem aconteceu em Braga, num gnration esgotado, para assistir à apresentação da dupla que editou Occult Arquitecture – o seu último registo de estúdio -, no ano passado em dois volumes que levaram o selo da Sacred Bones.

A primeira parte ficou a cargo dos portugueses 10000 Russos e de Distress Distress, o seu último álbum da banda portuense.