Exile In The Outer Ring é o próximo álbum da norte-americana EMA e o resultado de uma perspetiva muito pessoal da artista sobre temas que se encontram em cima da mesa mediática, como a brutalidade do capitalismo, o confronto constante entre os sectores público e o privado, os desafios de se ter nacionalidade norte-americana em 2017, a sociedade ainda tão enraizada no machismo e no racismo. Tudo bem retratado numa panóplia de melodias e letras que têm a capacidade de nos transportar para uma atmosfera carregada de tensão, apreensão e inquietação.

Erika tinha já divulgado “Aryan Nation” do novo registo, a que se segue agora “Breathalyzer”, o segundo tema extraído do disco, uma composição de aproximadamente sete minutos submersa em distorções e que aconchega a poderosa voz da cantora. O respectivo vídeo, lançado em simultâneo com a música, centra-se numa viagem de carro por paisagens suburbanas durante a noite em busca de substâncias. Com este pequeno filme, Erika pretende desmistificar o conceito muitas vezes representado pelos media que uma rapariga ao consumir drogas perde o controlo sobre si própria e sobre a situação em que se encontra. A cantora mostra-nos então um cenário hipotético em que sobre o efeito de drogas, inserida num ambiente perigoso e ameaçador, ela acaba por ser “her own judge as she confronts herself in the mirror while tripping heavily.”

Jacob Portrait, baixista dos Unknown Mortal Orchestra, é o co-produtor do disco e a junção de ambos resulta numa parceria especialmente solida, já que abordam temáticas idênticas nos seus respectivos projectos. Portrait e EMA tentam alcançar a middle America, sendo realistas e mostrando empatia, não esquecendo, obviamente, a luta feminista. Exile In The Outer Ring sai no próximo dia 25 de Agosto pela City Slang.