Pouco a pouco, e quase a conta-gotas, a Michelberger Music vai desvendando alguns dos segredos mais bem guardados do festival organizado por Justin Vernon, Aaron e Bryce Dessner dos The National e Vincent Moon que teve lugar em Berlim, em Outubro de 2016, e que viu o seu cartaz ser recheado de nomes como Damien Rice, My Brightest Diamond, Kings Of Convenience e alguns membros dos alt-J, para além dos próprios Bon Iver, entre tantos outros num total de mais de 100 músicos.

A islandesa Gyða Valtýsdóttir, parte dos múm de 1997 a 2012, participou num dos projectos que decorreram de forma paralela ao festival, cujo objectivo se traduzia em proporcionar uma experiência artística inovadora envolvendo membros do público. Foi o que aconteceu com Bon Iver – que tocou uma versão acústica de “8 (Cicle)” -, e foi o que aconteceu também com Valtýsdóttir, que retirou do seu violoncelo um imenso oceano de emoções, frente a frente com um membro único da plateia do festival, “raptado” nos intervalos dos concertos para ter o privilégio de assistir a uma apresentação privada numa das salas do evento com o nome de One To One e gravada pela La Blògotheque.

Gyða Valtýsdóttir editou o seu álbum Epicycle a solo, em Outubro deste ano.