Pianíssimo começa. E é da mesma forma que termina. Não há crescendos, nem fogos de artifício, nem adereços desviantes, nem malabarismos. É simplicidade cortante viajada na ponta de uma flecha directa ao coração. E se a delicadeza e a indulgência são constantes, constante é também o encantamento imbuído na porosidade hedonista de “State Of Low” que mais não faz que nos elevar o espírito e desnortear os ponteiros temporais.

Cajsa Siik traz uma doçura especiosa tipicamente sueca na voz que derrama copiosamente em paisagens oníricas galgadas por trilhos de nuvens de algodão tangíveis que se agigantam numa electrónica dreamy aconchegada melifluamente por violinos sóbrios que parecem levados por bolas de sabão multicolores que se espraiam pela suavidade das teclas.

Último single retirado do seu segundo longa-duração intitulado Contra e lançado no final do ano passado, “State Of Low” adensa comparações a Lykke Li ou Robyn, embora na verdade Siik denuncie uma veia um pouco mais transcendente e etérea. “State Of Low” peca, mas só mesmo por ser escasso no tempo e demasiado curto para a vontade que nos deixa de se demorar só mais um bocadinho. Mas não faz mal, nós fazemos girá-lo de novo.

rosana rocha sig

About The Author

globetrotter, infografista frustrada, seinfeldo-dependente, apreciadora de aviões, perfeccionista ocd e com vários títulos académicos em factos irrelevantes.

Related Posts