Estávamos em 2004 quando Wes Anderson dava o seu primeiro grande passo em direcção à posição de um dos realizadores mais importantes do começo do milénio com The Life Aquatic with Steve Zissou. Ao mesmo tempo despontava no Brasil Jorge Mário da Silva que dois anos antes tinha sido o “adorável” Mané Galinha em Cidade de Deus, o filme de  Fernando Meirelles nomeado para quatro oscares que voltou a colocar o cinema brasileira nas bocas do mundo literalmente. Estamos a falar de Seu Jorge, menino de Belford Roxo, uma das zonas mais pobres do Rio de Janeiro, sobre quem a história e o tempo já versaram o suficiente para dispensar apresentações.

Seu Jorge anda desde 2011 em torno de um churrasco onde estende e tempera canções com a sua habitual mestria sambista funk e sentido de humor jazzistico pintalgado de neo-bossas e Novas clássicas. Músicas Para Churrasco Vol.1 e Vol. 2 são os dois últimos registos de originais do songwriter brasileiro mas o carioca regressa a Lisboa em julho com as canções de Bowie que animavam as viagens de barco do filme de Anderson. Seu Jorge apresenta The Life Aquatic Studio Sessions em Lisboa no próximo dia 15 no Palco EDP inserido na edição de 2017 do SBSR.