In 1925 the first electrical sound recording system was invented.
Only a few of these systems were ever made, and there is now only one in the world.

All music performances in this video are live.
The audio you hear is taken directly from the discs they were recorded to with no editing or enhancements.

Brittany Howard, com o seu timbre vocal portentoso e intemporal, e os seus Alabama Shakes mantêm à superfície um blues rock que vai deixando cada vez menos descendentes. Com apenas dois discos – Boys & Girls de 2012 e Sound & Color de 2015 -, a banda do Alabama atirou para a agenda musical mais mediática sons que trazem as paisagens sulistas da América repletos de tonalidades vívidas e vibrantes carregadas de soul e gospel.

Em pleno interlúdio que já se começa realmente a sentir, os Alabama Shakes reaparecem agora num vídeo para o canal norte-americano PBS para a série American Epic, um projecto multimédia em formato documentário produzido por Jack White – responsável também pela narração – e Robert Redford que será divulgado em três partes e que como contraponto com a cultura digital alicerçada em ferramentas streaming com a gravação de música usando tecnologia dos anos 20 do século passado e que faz tudo soar incrivelmente big band.

Foi neste contexto que surgiram várias sessões de gravação de bandas clássicas da música norte-americana e de bandas contemporâneas que apresentam versões de canções tradicionais do blues e do folk num estúdio usado em inícios do século XX. Os Alabama Shakes fazem parte da Session #5 e interpretam aqui o tema “Killer Diller“, um original de 1946 de Memphis Minnie. Sobre a forma como saiu pouco há a dizer que lhe possa fazer justiça…. é ouvir!