Pierre Lefeuvre demorou quatro anos a regressar com nova musica mas valeu toda e qualquer espera. Mais barroco mas também mais pop do que nunca, o compositor francês por trás do nome Saycet tornou a aliar a envolvência da sua electrónica à voz celestial de Phoene Somsavath, um misto de Liz Phraser e Louise Rhodes, que traduz na perfeição os ambientes divinos dos Saycet.

“Mirage”, tema que dá nome e abre o terceiro longa duração do projecto parisiense, é já o quarto segredo revelado desta caixinha de música pop pouco concreta e etereamente abstracta revestida de ambiências atemporais e luminosas não fossem escritas entre as paredes antigas da cidade-luz. Em baixo podem ouvir também “Meteores”, “Volcano” e “Cité Radieuse”, todas elas parte integrante de Mirage, o disco que sai em Março.

Será Paris uma miragem? Será que o Universo ainda tem espaço para canções assim? Tão grande na sua delicadeza sendo ao mesmo tempo uma verdadeira marcha de vitória, quem sabe post-mortem, na entrada nos Jardins Do Éden e um momento de calma durante a tempestade. A 4AD ia ter adorado um disco assim!

alec peterson sig