O nome de Alex Somers é claramente indissociável ao clã Sigur Rós e à cena islandesa. Colaborador técnico mais que habitual nos discos da banda e de Jónsi a solo bem como nos de vários nomes daqueles país como Pascal Pinon, Sin Fang, Úlfur e Rökkurró, designer da artwork de Takk e metade de Jónsi & Alex, a colaboração artística com Jón Þór Birgisson ou simplesmente Jónsi, fazem dele, além de um americano imigrado para Reykjavík, um verdadeiro islandês honorário.

Somers foi agora convidado para um novo projecto cinematográfico. Captain Fantastic é um filme com Viggo Mortensen que conta a história de um pai que tenta trazer os seis filhos educados e crescidos nas florestas do noroeste do Pacífico para a cidade. O choque interior vs o adeus ao mundo mágico é o mote para a banda-sonora do compositor norte-americano.

A delicadeza em contraponto com a expansividade do silêncio da natureza e com a dramatização dos sentimentos das personagens transparece assim através das partituras escritas por Alex Somers. O primeiro vislumbre do que poderemos esperar chega-nos na forma de “A New Beginning” e de “Funeral Pyre”, esta última com as vozes de Jónsi e de Sindri Már Sigfússon, aka Seabear. Incontornavelmente cinemáticas e ao mesmo tempo analíticas, ambas as obras são aquelas pequenas pérolas que só podem ter nascido num local deste planeta, a Islândia.

A banda sonora sai no dia 08 de Julho, mesmo dia para qual está marcada a estreia de Captain Fantastic. A irmã de Jónsi, Ingibjörg Birgisdóttir, é a responsável pela imagem de ambos os pequenos clips de som. Sempre enigmática e dreamlike, Ingi é responsável por trabalhos de Soley, Múm e Sin Fang. Mais uma vez o seu cunho meu pessoal transparece em pleno em “Funeral Pyre” e “A New Beginning”.

A curiosidade está alerta para o filme e para a banda-sonora. Vamos ficar atentos.