Quem ainda se lembra do vendaval que foi “Breezeblocks” de An Awesome Wave, o álbum de estreia dos alt-J que varreu o mundo com as suas “matildas” e os seus “tesselates” corria o ano de 2012, e de quando os três rapazes de Leeds eram ainda quatro, e da facilidade com que puseram plateias inteiras nos maiores festivais do mundo a desenhar triângulos no ar com os dedos?

Parece mentira mas o registo debutante dos alt-J fez há escassos dias precisamente cinco anos de rotação, um álbum que revolucionou a folktronica, a indietronica e seja qual for o rótulo que leve esse som absolutamente característico e inconfundível dos britânicos.

Uma das bandas parte do alinhamento do cartaz deste ano do festival Radio 1’s Big Weekend que decorreu no passado fim-de-semana perto de Hull, no nordeste do país, os alt-J apresentaram “Breezeblocks”, um dos melhores cartões de visita do seu primeiro álbum, da mesma forma como soava quando eram quatro, e da mesma forma que soa no disco, o que não deixa de ser surpreendente. Quem sabe se não teremos também direito a blocos de brisas já em julho no NOS Alive. E tão bem que de certo irão saber juntamente com os novos temas de Relaxer, o novo disco que sairá já esta sexta-feira.