Dizer que Angus & Julia Stone, o próximo álbum do duo australiano, constituiu uma surpresa tanto para Angus como para Julia, manifesta-se como um eufemismo. Após o enorme sucesso alcançado enquanto duo, nomeadamente com os álbuns A Book Like This e Down The Way, e após uma longa série de digressões esgotadas um pouco por todo o mundo, os australianos decidiram seguir o seu próprio rumo. Ambos continuaram, porém, as suas carreiras a solo, deleitando-se na liberdade de uma visão singular e independente, não havendo por isso qualquer intenção de voltar a trabalhar em conjunto. Em boa hora tal acabou por acontecer.

Foi necessária a preciosa ajuda do lendário produtor Rick Rubin para voltar a acender uma chama que há quatro anos se encontrava desluzida. Após passarem vários meses na companhia do produtor de Jay Z, Beastie Boys, Johnny Cash e Red Hot Chili Peppers, a ideia de voltarem a trabalhar juntos foi surgindo de forma gradual. Pela primeira vez a composição dos temas foi desenvolvida lado a lado, tocando o duo com músicos convidados em novas músicas, ao mesmo tempo que trabalhavam em faixas já existentes: Angus tinha em sua casa em Nova Iorque vários demos e Julia canções que tinha composto enquanto vivia em Venice Beach. Em Setembro de 2013, entraram no estúdio de Rubin em Malibu e gravaram o álbum Angus & Julia Stone.

Quatro anos depois de seu último lançamento conjunto, Angus e Julia entregam um trabalho que desafia as expectativas. Dotado de um som bastante mais adulto e acutilante, o duo reinventa-se e oferece-nos um álbum que promete ser a mais emocionante e visceral viagem por eles até agora conduzida. A prova está neste intrigante e enigmático “Death Defying Acts”. Angus & Julia Stone chega-nos a 1 de Agosto pela Virgin/EMI Records.