Era 1969 e Townes Van Zandt acelerava a trote para se tornar um marco essencial na folk norte-americana. Dois discos no mesmo ano davam continuidade a For the Sake of the Song, o álbum de estreia editado no ano anterior. Our Mother the Mountain saía em Janeiro e em Julho, Townes Van Zandt lançava o terceiro e homónimo longa-duração. No alinhamento encontrava-se “Columbine” que a californiana Anna St. Louis transporta agora para a sua linguagem. Folk na mesma, mas mais frágil e sensitiva.

Os fundos reunidos com a venda no Bandcamp da cover revertem para a The Loveland Foundation, associação que apoia financeiramente mulheres negras que necessitem de terapia psicológica.