Antony Hegarty surpreendeu o mundo aquando da conferência do clima em Paris em Dezembro passado. Um novo heterónimo – que não nos revela o paradeiro dos Johnsons – que abre um novo caminho na estética da sua sonoridade. Groove, beats lânguidos, o apelo ao movimento e à dança ocupavam o single de apresentação de ANOHNI em “4 Degrees” descrito pelo The Guardian como “Hugely affecting”.

Hoje, ANOHNI revela o novo vídeo e a data de lançamento do seu primeiro disco, HOPELESSNESS, fruto da colaboração de Oneohtrix Point Never e Hudson Mohawke, com edição da Secretly Canadian. O disco sai a 06 de Maio.

O novo vídeo e segundo single é este “Drone Bomb Me”, uma canção sexy, bruta nas delicadezas e altamente desconfortável no imaginário.

Drone Bomb Me’ is a love song written from the perspective of a young girl in Afghanistan whose family has been executed by unmanned U.S. drones. She dreams of being annihilated. – Anohni

Realizado por Nabil com a direcção artística e a estilização de Riccardo Tisci, “Drone Bomb Me” conta com Naomi Campbell no papel de musa negra, infernal e dantesca. Absorvente, enigmático e pungente.

O novo Anthony deixa para trás as dores internas e lança-se numa demanda contra os males do planeta e a podridão humana enquanto elenento globalizante. Incontornável mais uma vez.

“Hopelessness is the genius of Anohni and her masterful songwriting. The long low sexy beats, the skittering colorful and playful rhythms surround her voice, which is the silky center. Anohni has replaced the stories of abandonment, pain and desire with the biggest issues of our time. This revolutionary move is truly astounding. She understands the disasters of war, climate collapse and totalitarianism in its many new forms. She understands media and she understands groove. Hopelessness is an entirely new mix of love and power, sex and despair delivered with her heavenly voice and incantatory melodies.”

— Laurie Anderson, NYC 2016