A banda que casa os Efterklang com o percursionista finlandês Tatu Rönkkö conhecida por Liima, é uma poderosa aliança europeia de um electro-pop exótico e vibrante que, certamente, lhes aquece o país de origem. Contudo, a música sempre foi sobre derrubar fronteiras, e face ao poderio suis generis do grupo que a 30 de Outubro visita o Jameson Urban Routes numa sessão gratuita, esses dados bibliográficos pouco interessam. Apesar disso, a identidade europeia é precisamente a questão nuclear colocada no centro do vídeo para o quarto single do álbum de estreia ii, a misteriosa “Trains in The Dark”.

É em vultos de caleidoscopia e montagem agressiva que se faz o choque sensorial contrastante com o tom mais progressivo e atmosférico da canção. Somos, assim, confrontados com uma panóplia de ícones representativos da União Europeia e do cenário político actual, com figuras como Angela Merkel e Vladimir Putin a colorir os toques sinistros de teclado e as guitarras mais enfastiadas que vão aparecendo para elevar a agressividade da imagética de Alyona Mokvo. Entre prováveis alusões gráficas a fenómenos virtuais como o “Je suis Paris” e uma justaposição entre o alinhamento cantado dos “you know the rules” que invadem a secção final da canção e o tema aqui ilustrado, muitos são os sinistros e subliminares toques mensageiros que se originam deste casamento com os Liima e Mokvo. Um espectro que ronda a Europa… Agora sob este eclectismo finlandês-dinamarquês.

Abaixo, o vídeo para “Trains in The Dark”: