É pela mão do comandante da orquestra da ressonância, do poeta dos sons e do lado mais obscuro e texturado da musica ambiental exploratória de nome Ben Frost que chegou há poucos dias The Centre Cannot Hold, aquele que é o seu quinto registo em estúdio. Como os discos pesados e densos são difíceis de carregar sozinhos, o australiano que reside actualmente na Islândia terá ajuda na produção de Steve Albini, membro dos Shellac e um dos melhores – e atarefados -, produtores da actualidade.

The Centre Cannot Hold – que partilha músicas com o EP Threshold Of Faith editado em agosto passado -, consegue-se perceber a intenção artística do álbum: a viagem que, em apenas 10 dias de gravação, Ben Frost por paisagens sombrias de divagação sónica que tem precisamente no tema “Threshold Of Faith” um poema ruidoso mas contemplativo que cultiva uma sensação ambígua entre tensão e relaxamento.

O novo disco dá primazia aos temas mais construtivos em densidade harmónica e melódica, em oposição ao seu trabalho mais percursivo e na generalidade mais físico. “All That You Love Will Be Eviscerated” é uma fuga jazzística à zona de conforto de Frost, que mesmo ao quinto álbum, teima em trabalhar aí mesmo, longe das sensações confortáveis ou conformadas. Essa opção faz com que The Centre Cannot Hold seja dos álbuns mais coesos e interessantes do artista, que tem construído uma discografia forte, repleta de ambientes e arquiteturas sónicas colossais e avassaladoras. O álbum foi editado pela Mute Records.