Sim, sim, sim, só para contrariar e porque é uma grande grande notícia. Zach Condon, ele que trouxe a world music – e em particular a folk mais pura do velho continente – para o léxico indie está de regresso com disco novo em Setembro. No No No vai ser o nome de baptismo e o primeiro reflexo de luz a embater no planeta.

A longa ausência, desde Rip Tide de 2011, sabe-se que é filha de uma quebra física e emocional de Zach, fruto de um divórcio e de todas as questões que daí advém. Mas um novo amor parece ter entrado na sua vida e trazido a luz das respostas e um novo disco inteirinho. Agradeçam a menina, vá!

Having a positive presence like her both provides a healthy guiding force and shines a light on all the negative things in your life. I definitely wouldn’t be where I am now without her.

Por agora temos o tema título “No No No” e o facto é que sabe a pouco. Menos de 3 minutos de uma bateria simples que cresce e envolve os sopros circulares num teclado antigo. Marcas daquilo que já conhecemos, já se sentia a falta da candura exótica dos Beirut.

No No No sai a 11 de Setembro pela 4AD.

alec peterson sig