O retorno de Benjamin Clementine não ficou apenas pela sua colaboração na faixa “Hallelujah Money” de HumanZ, o mais recente trabalho dos Gorillaz; a espera pelo seu regresso às canções originais em nome próprio foi compensada com uma obra sonora e visual particularmente fascinante e esquizofrénica que decorre numa cidade imaginária como forma de abordagem artística de temáticas actuais e relevantes numa sociedade cada vez mais em constante convulsão.

Do segundo álbum do pianista, que ainda permanece sem nome, ficámos a conhecer “Phantom Of Aleppoville” que estreia em simultâneo com um vídeo visualmente sombrio, embora poético e clássico realizado por Craig McDean e Masha Vasyukova. Neste belíssimo registo cinematográfico, Benjamin é o ser que afasta as figuras perseguidoras e restabelece a tranquilidade pelos campos da sua cidade, fazendo com que a paz possa irradiar pelo ambiente antes tão negro.

Lê também: Livro do Desassossego: Benjamin Clementine ao vivo no Coliseu de Lisboa

O vídeo assenta numa sensibilidade sonora e visual feita de transições num desabrochar de leveza que a voz de Benjamin sabe conduzir. O músico britânico compôs a canção após as suas leituras de artigos do psicanalista Donald Winicott que incidem sobre o paralelismo dos efeitos deixados pelo bullying e pela guerra nas crianças.

Aleppoville is a place where many are bullied if not all, but no one understands nor see why; Phantom.

Surpresas sempre serão bem-vindas e sendo desta magnitude tornam-se ainda mais desejáveis. Que venha em breve um registo de estúdio completo de Benjamin, já que o seu último álbum At Least for Now, data já de 2015.