Também a veia artística de Simon Green tem feito trajectos migratórios que colocam o DJ britânico cada vez mais longe das correntezas mais chegadas ao trip hop que rodopiavam nos sintetizadores da sua Brighton natal no início da carreira.

Ao longo dos anos, Bonobo tem-se aproximado de forma gradual a uma veia de pendor mais próximo do house, carregando nas batidas, espiralando mais freneticamente na esfera electrónica, ajustando as suas formas cada vez mais às fronteiras da música de dança. Para trás, e embora a música de hoje continue a conter vestígios de paisagens largas e atmosféricas, vão ficando as linhas digitais mais contemplativas tantas vezes mescladas com música do mundo.

A Migration, o último registo de estúdio de Bonobo e que lhe valeu uma nomeação para um Grammy, já leva dois anos de rotação e muito trilho batido por esse mundo fora numa intensa digressão. Ainda sem novo álbum à vista e depois do EP Koyo Ganda de 2017, o DJ preencheu já este ano a linha sucessória de lançamentos com o tema “Ibrik” para a compilação “fabric presents”. E é aqui que “Linked”, a nova composição de Bonobo, entra na história.

Editado pela Ninja Tune, o novo single de Green faz-se de microorganismos dançáveis dispostos em diversas camadas de batidas numa conjugação irrequieta de sons que desafiam de forma quase confontacional a ida à pista de dança mais próxima. Para ouvir em baixo.