Parece que o tal bona fide leopard jacket de Cameron Avery que se aventurava em agosto pelas ruas de Chicago – dizemos nós -, ficou desta vez pendurado no sofá de couro do clube exótico para onde o também baixista dos Tame Impala levou “Watch Me Take It Away”, do seu álbum de estreia deste ano.

Mais introspectivo e menos gritante e alex turnerish/arctic monkish que o original mas igualmente sórdido, a versão ao vivo do tema carrega no blues, ou não fossem as influências Elvis, Frank Sinatra e Etta James, e leva-nos de viagem às dédadas de 40-50 do noir. Ripe Dreams, Pipe Dreams saiu em março pela ANTI-.

Lê também: A trágica história de um casaco de pele de leopardo em “Watch Me Take It Away” de Cameron Avery