…só que ainda não se sabe quando. O único dos grandes bastiões da cena de Seattle que ainda se mantém com todos os seus elementos a caminhar pela Terra – não lhes querendo chamar dinossauros -, e com uma carreira sem paragens nem grandes interrupções, tem álbum confirmado para o ano de 2018. Bom, sem grandes interrupções não é bem correcto, já que a última rodela de originais foi Lightning Bolt, já em 2013.

A banda de Eddie Vedder que ainda há uns dias esteve a cantar Tom Petty na cerimónia da entrega dos Oscars, revelou uma nova canção. “Can’t Deny Me” é o primeiro single daquele que se virá a confirmar como o disco número 11º dos norte-americanos.

Os Pearl Jam tinham há uns dias revelado a música em exclusivo para p seu mítico clube de fãs, o Ten Club, e só agora a libertam com a confirmação que este é o primeiro alicerce na construção que levará ao longa-duração que já se esperava para breve, depois de terem sido confirmados enquanto cabeças de cartaz do NOS Alive no, já há muito esgotado, dia 14 de Julho, e das duas datas no Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro e no também já esgotado Lollapalooza em São Paulo já nos próximos dias 23 e 25 de Março respectivamente.

“Can’t Deny Me” é produzido por Brendan O’Brien, que tem vindo a ocupar a mesma cadeira ao longo de grande parte da carreira e discografia dos Pearl Jam, e não se desalinha em nada daquilo que é o som habitual da banda. A banda junta-se ao coro de vozes críticas em relação ao estado actual da política e da sociedade norte-americana.

You plant your lying seeds
Watch as the roots take hold
The country you are now poisoning