Charlotte Gainsbourg parece uma mulher decidida em manter perto de si lugares que a levem até memórias passadas, particularmente no que diz respeito às narrativas visuais que tem retirado de Rest, o seu último registo de originais lançado há precisamente um mês.

Se há umas semanas víamos a franco-britânica abrir as postas de casa do seu pai, Serge Gainsbourg, um local onde descansam memórias de infância e adolescência da também actriz, em que foi rodado um trabalho cinematográfico notável para o tema “Lying With You” do mesmo disco, agora Charlotte atravessa os pesados portões rendilhados de ferro de um cemitério vazio, que se afastam para lhe dar passagem no vídeo para “Les Oxalis”.

Por entre fotogramas que captam o mármore gélido das pedras tumulares, estátuas solenes, bancos solitários e vários patamares de jazigos de pedra, descansam no chão aparentemente ao acaso polaroids com imagens de Charlotte, polaroids que posteriormente a transportam para um deserto onde coexistem apenas montanhas de dunas, um céu imensamente azul de nuvens semi-transparentes e a figura da cantora, que desliza do topo do areal após o ter escalado.

Rest o quinto longa-duração de Charlotte Gainsbourg e sucessor de Stage Whisper de 2011, foi editado a 17 de novembro passado pela Because Music. Do álbum saiu também, em setembro, o vídeo para o tema-título.