A herança pode bem ser de contornos assumidamente mais dubstep e house, mas a verdade é que este “A.T.T.Y.S.” disfarça bastante bem esse atributo. Ao contrário da maioria dos seus contemporâneos com quem partilham a classificação de género, os Chateau Marmont destacam-se pelo charme das suas letras e pela beleza contida das suas melodias, numa esfera suave onde orbitam também os Disclosure, os Blood Orange ou os Bonobo cujas intermitências regadas a r&b nos roubam a atenção.

Encerrado nos domínios de uma musicalidade extrasensorial criada com recurso a máquinas vintage, o tema apresenta-se-nos como uma viagem emocional delicada e pungente onde se (re)vivem instantes tanto de dor como de catarse.

Retirando o título a um reino mítico escondido na Ásia Central onde se diz prosperar a harmonia, a saúde e o bem-estar, Sound Of Shambala é o segundo longa-duração – ainda sem data definida – dos franceses e do qual podemos também já ver e ouvir também “Don’t Cry”.

rosana rocha sig