O retrato brilhantemente visceral de uma realidade crua segundo o génio do hip-hop brasileiro Criolo, aqui num tema a roçar o trip-hop aveludado dos Morcheeba. Extraído de Nó Na Orelha de 2012, “Não Existe Amor em SP” clama “Não precisa morrer para ver Deus”. E é na orelha que se repete e contempla este Criolo que não nos cansamos de revisitar. Soberbo!

 

About The Author

Related Posts