Há uma certa ironia no facto de o novo vídeo dos A Perfect Circle se perpetuar pela atmosfera invisível através da qual viaja a teia tecnológica que une o mundo inteiro em milésimos de segundo. Mas por aqui prefere-se olhar e abordar a questão pelo prisma da partilha da informação e do conhecimento, e da consciencialização do quase inquantificável manto de gente que por ela é afectado. E se alguém se encontra numa posição privilegiada de difundir uma opinião, uma visão ou uma crítica, com mais ou menos toque artístico, que tenha o poder de, no mínimo, levar à auto-análise e à auto-conscialização, então será irrelevante o meio que se adopte; seja o papel, a televisão ou a internet.

A sociedade distópica do vídeo da banda de Maynard James Keenan para “Disillusioned“, hipnotizada, viciada e obcecada e que não descola do emaranhado artificial dos fios dos ecrãs digitais, foi a abordagem artística com a qual os norte-americanos se lançaram num vídeo pungente, impactante e com uma cinematografia de excelência que reflecte uma caracterização de uma sociedade que vivencia intensamente a apatia e que vai, ao mesmo tempo, perdendo a sensibilidade, a beleza, os pequenos momentos, a simplicidade e os detalhes do mundo lá fora. E porque palavras são poucas para o vídeo que se segue, é carregar no play ali em baixo.

“Disillusioned” foi o segundo single dos A Perfect Circle para Eat The Elephant, o primeiro álbum da banda em 14 anos e que sucede a eMotive, de 2004. O quarto longa-duração da banda é lançado a 20 de Abril pela BMG, e dele já se conhecem também “The Doomed” e “TalkTalk“. Enquanto as coisas se desenrolam de forma bastante célere nos domínios dos APC, os Tool demoram o seu tempo a revelar mais novidades sobre o seu novo álbum, apesar de já se saber que a banda se encontra  em estúdio a gravar o sucessor de 10.000 Days, de 2016.

Lê tambémAgora é a sério: A Perfect Circle relevam a inédita “TalkTalk” e anunciam novo álbum