Damien Jurado - Brothers And Sisters Of The Eternal Sun
50%Overall Score

Damien Jurado começou a sua carreira a solo em meados dos anos 90, pela Sub Pop da sua terra natal, Seatle. Com gravações caseiras, criou uma base de culto que chamou a atenção da referida editora. A partir daí, Damien não parou de gravar, passando por várias editoras, assentando finalmente na sua editora actual, Secretly Canadian. E eis que chegamos ao seu mais recente trabalho, o décimo terceiro, Brothers And Sisters Of The Eternal Son.

É um álbum difícil de definir. Tem uma aura indie/folk, mas vai mais além. Os temas têm uma sonoridade etérea, misturando algum acid rock da década de 70 – alguma ambiência pink floydiana com o já mencionado indie/folk – sempre acompanhados por uma voz suave, que por vezes quase se confunde com a instrumentação geral. Os temas sucedem-se compassados, sem grandes disparidades entre si, envolventes e relaxantes. Talvez seja um álbum melhor ouvido num final de noite, acompanhado com um bom sauvignon blanc e um bom livro, para nos esquecermos da azáfama do dia que passou. Destacam-se “Magic Number”, “Silver Timothy” e “Silver Donna”.