Não raras as vezes, determinadas bandas têm a capacidade de colocar nas suas composições um imaginário cinematográfico. Seja com referências à 7ª arte ou com a sua capacidade de transmitir imagens através do som. Os Dark Dark Dark sempre tiveram essa sensibilidade.

Flood Tide é um filme de um antigo elemento da banda, Todd Chandler, e conta a história de um grupo de músicos e artistas que, afectados pela morte de um amigo, constroem barcos extraordinários feitos de lixo e se lançam às aguas.

19 temas escritos originalmente para o filme pelos Dark Dark Dark são o culminar de um percurso extremamente rico, apesar de relativamente curto, da banda americana. Depois do disco de estreia em 2011 Wild Go e do seu sucessor em 2012 Who Needs Who os Dark Dark Dark lançam o EP What I Need em 2013, ano em que correm meio mundo, fazem duas datas no All Tomorrow’s Parties Festival em apenas seis meses (escolhidos pelos The National e pelos TV On The Radio), para além da primeira abordagem ao mundo da composição para cinema ao escreverem o score para um pequeno filme de 1932 de Jerome Hill, La Cartomancienne.

Com quase todo o material anterior da banda a rodar em torno da voz carismática de Nona Marie Invie (que está também a lançar agora o disco de estreia do seu outro projecto Roonia), esta banda sonora reveste-se do carácter único de ser inteiramente instrumental – à excepção da última faixa, a mui western-cabaret “Flood”- uma nova abordagem à composição que estimulou a banda a construir um disco memorável e distinto da sua habitual sonoridade.

We were excited to have an opportunity to make an instrumental record because we’ve always been inspired by bands like Rachel’s and Dirty Three, and soundtracks like those from the movies Waking Life and Dead Man.

Flood Tide vive perfeitamente em si mesmo até sem a companhia das imagens para as quais foi escrito e a banda já o testou ao vivo numa série de locais estranhos e distintos ,mas com ligações ao filme como um antigo teatro abandonado cheio de carros abandonados e ferro velho, em jangadas no rio Hudson e em museus.

This is a really unique record, it’s much more textural and ambient than most Dark Dark Dark material. The line-up featured on the soundtrack is one that never toured full time, and this record is a beautiful document of the chemistry and sensibilities of that variation of the band.

O disco está já disponível no iTunes, mas recebe a digníssima edição em vinil pela Melodic em Janeiro. O duplo-vinil traz também o código para download do filme. Uma peça de colecção, portanto!

alec peterson sig