Fecha-se hoje o tríptico visual que tomou em si a tarefa de ilustrar os três primeiros singles para Not To Disappear, o disco lançado em Janeiro por Elena Tonra, Igor Haefeli e Remi Aguilella, os Daughter.

Já sabíamos que a trilogia foi concebida por Iain Forsyth e Jane Pollard, os mesmos por trás de 20.000 Days On Earth sobre Nick Cave, baseada em textos de Stuart Evers feitos de propósito para serem convertidos em pequenas metragens que daria imaginários e cores – mais ou menos escurecidas –  aos temas escolhidos pelos Daughter para reflectirem no mundo a sua vontade de ficar. O primeiro “Doing The Right Thing” era filho de “Dress” e contava uma história de demência, o segundo “Numbers” dava vida a “Window” e ao distanciamento e à indiferênça fútil em relação ao mundo enquanto mal geracional e agora temos “How”.

“How” nasce de “5,040”, encerra o percurso e lança-nos com todas as incertezas e inseguranças porta fora, para o mundo, lá onde residem os medos e os pânicos mas onde e apenas lá se encontram as certezas e as respostas e os caminhos necessários a reconexão e à liberdade que nos é roubada apenas e só por nós mesmos.

A banda lançou hoje também um acompanhamento de peso ao novo vídeo. Um site onde se podem ler todas as histórias de Evers, assistir a todos os vídeos, ver imagens das filmagens e deixar um donativo para a luta contra uma das fontes de inspiração desta obra, a luta contra o Alzheimer. Tudo aqui em Three Films.

            We love this band. They quietly remind us why music really matters. – Iain and Jane