Assim de chapa e sem notificações ou pré-avisos, os Deftones largam uma bomba sonora deste calibre. As paredes vieram a baixo, a pele arrepiou, a tarde foi mais negra mas mais bonita e agora que já digerimos isto podemos partilhar. Os Deftones estão de volta, envoltos em materiais sónicos que os conservam, fazem upgrades qualitativos e embaciam as fronteiras estilísticas.

O disco sai em Abril, o nome Gore é uma promessa do habitual, uma viagem as entranhas da essência humana e para já temos triângulos, orações e flamingos cor de rosa. Isto é o novo som de sempre dos Deftones, “Prayers/Triangles”.