Três anos de inactividade no mundo da música do séc. XXI podem equivaler a algumas décadas na cronologia que rege a realidade. Posto isto, Los Campesinos! decidiram finalmente pôr a máquina novamente a mexer: Sick Scenes é o novo disco dos galeses e tem edição marcada para o final do próximo mês. O sexto longa-duração do grupo foi gravado por terras lusas, mais concretamente na freguesia nortenha de Fridão (concelho de Amarante) na mesma altura do Euro 2016 (disco vencedor feito no país vencedor? Veremos.)

Em Novembro passado os Campesinos deram-nos a conhecer “I Broke Up In Amarante”, primeira faixa revelada do novo disco que cimentou a relação próxima da banda com terras lusas (ou ibéricas – Hello Sadness foi gravado na vizinha Espanha). Sobre “I Broke Up…”, um hino pop-punk com referências à falta de sanidade mental face ao ambiente que nos rodeia e a consequente tentativa de escape no álcool, o teclista Gareth Campesinos! comenta:

The song’s about battling with bad mental health, trying to comfort and reason with yourself over something you can’t control. Specifically it’s about how my main coping mechanism was to keep myself constantly drunk in the blistering heat of Amarante while being failed by a largely terrible international football tournament.

 

Se “I Broke Up In Amarante” era a doença, o antibiótico de “5 Flucloxacillin” tenta ser a cura, ao levar a banda por um caminho ligeiramente mais contemplativo que o habitual, onde ganham destaque as harmonias que as vozes secundárias tecem sobre as guitarras predominantemente acústicas.

O facto de Los Campesinos! terem estado tanto tempo em silêncio não podia deixar de pesar na forma como se trabalhou no álbum, como explica o guitarrista Tom:

This was the longest the band had gone without releasing any music. That was for a whole bunch of reasons, but I also deliberately tried to resist putting ideas together for as long as possible so I could feel excited about writing again. I was touring with Perfume Genius in 2015 and I think a combination of long van rides listening to music with too much time to (over)think, as well as getting to play guitar on PG’s beautiful and weird, affecting songs every night got me all excited about working on song ideas again. So halfway through the tour we had a fortnight off in Seattle where i put together all the ideas I’d been collecting and started the process of a new album.

Com mesma pica de sempre por um lado, mas a potencial maturidade a espreitar no outro, os Los Campesinos! deixam assim o jogo em aberto para o que aí vem. Sucessor de NO BLUES (2013), Sick Scenes é editado a 24 de Fevereiro pela Wichita Recordings.