Para sempre um dos grupos mais virtualmente insanos a apimentar a onda musical da actualidade, os extravagantes Foxygen regressam agora às edições depois de terem voltado aos palcos e depois de terem feito a tour de despedida em 2015 que, de resto, passou por Portugal no NOS Primavera Sound. Agora, é novo som que vem dos psicadélicos artistas de fortes inclinações orquestrais e maiores que a vida. O tom sempre foi de exuberância e “America” é, certamente, uma continuação disso mesmo, trazendo todo o grandeur hollywoodesco e clássico que uma faixa com este nome merece.

Como uma canção que “celebra a morte e o nada”, “America” é “uma composição grandiosa que contém uma orquestra de 34 elementos” e faz a sua força ser sentida numa entrega vocal poderosa e dramática mais potenciada ainda pelos exuberantes sopros à Old Hollywood. Boémia e celebratória, há aquela dica de niilismo e loucura que faz os Foxygen serem os Foxygen e que em todo o seu esplendor será mais um bem-vindo elemento a todo o espectáculo colossal e em crescendo do grupo.

Não há confirmação de novo disco, contudo, a banda adiantou que “passará a actuar como um conjunto de 11 elementos com 5 tocadores de sopros”. Como não?