Pelo seu toque de produtor já passaram composições de SBTRKT e FKA Twigs; pelo papel de reinventor de canções aconteceram remixes dos The xx, Chairlift, Friendly Fires e Air e pela ponta da caneta das suas pautas já saíram canções como “Happens”, “Blood On Me” ou “Beneath the Tree” espalhadas pelos EP’s Sundanza e Dual e pelo disco de estreia Process, editado no ano passado.

Uma carreira ainda curta mas marcante pelo carácter de fusão, entre os mais sentidos lamentos r&b e nuances electrónicas com que pinta uma sonoridade influenciada pelos trabalhos de James Blake, Ghostpoet e Kwes, sem deixar de tributar em pleno os grandes nomes da soul de antigamente.

Sampha estreou-se nos palcos portugueses em 2017 na cidade do Porto enquanto integrante do cartaz do NOS Primavera Sound e regressa agora a Portugal para tocar no dia 12 de Julho no NOS Alive, lado a lado no Palco Sagres com Khalid, Wolf Alice e também com os Friendly Fires.

O norte-americano participou no disco de Everything Is Recorded, projecto do headmaster absoluto da XL Recordings – Richard Russell -, com data de lançamento marcada para dia 16 de Fevereiro, com “Close But Not Quite“, “Mountains Of Gold”, “Show Love” e “Everything Is Recorded”. No mesmo disco, surgem também Owen Pallett, Ibeyi, Kamasi Washington e Rachel Zeffira.

Pelo cartaz do festival lisboeta vão ainda passar Alice in Chains, At The Drive In, Beatriz Pessoa, Bernardo, Chvrches, Eels, Franz Ferdinand, Future Islands, Jack White, Mallu Magalhães, Marmozets, Minta & The Brook Trout, MGMT, Pearl Jam, Perfume Genius, Portugal.The Man, Queens Of The Stone Age, Rag’n’Bone Man, Real Estate, Snow Patrol, Surma, The Kooks, The National, Two Door Cinema Club e Yo La Tengo. Os bilhetes de dia 14 bem como os passes gerais estão já esgotados sobrando ainda as alternativas da aquisição de bilhetes únicos para os dias 12 e 13 bem como um passe para esses dois dias.

 

Sampha no Palco Sagres do NOS Alive'18

Sampha no Palco Sagres do NOS Alive’18