Thalassa, um dos nossos 270 discos de 2019 que devias ter ouvido e não ouviste… ou ouviste?, foi o disco de estreia da norte-americana Ionna Gika. Uma obra vaporosa de electrónica dreampop editada pela Sargent House, casa de outras conjuradoras de poções sonoras como Chelsea Wolfe e Lingua Ignota.

Devendra Banhart agarrou agora num dos temas do disco e converteu-o a outras vibrações. “Swan” passa a alimentar-se de acústicas delicadas e nocturnas deixando os elementos digitais nas margens do lago original.

A cover está disponível para compra no Bandcamp de Ionna Gika e os resultados das vendas revertem para o abrigo Downtown Women Center em Los Angeles. Original e versão ambos os baixo para descoberta.