I met Duke at The Luminaire. He was playing sweet ballads with a tint of free-jazz; his voice was thin and full, like a Chet Baker turned into a midnight wolf. The first question was ‘who is this guy’? –  Jehnny Beth (Savages)

Bom, este gajo chama-se Duke Garwod e já anda por aí desde 2005 a lançar discos, mas agora é o tempo e a hora de quebrar as maldições blues de Robert Johnson e deixar que o diabo mostre ao mundo inteiro o que tem andado a perder. Nós vamos ter a possibilidade já em Março, porque vem com Mark Lanegan, com quem lançou Black Pudding em 2013, ao Hard Club e ao Armazém F (13 e 14, Porto e Lisboa, respectivamente) nas duas datas que fecham a tour europeia de promoção a Phantom Radio. Um mês antes, Duke Garwood edita o seu sexto disco, Heavy Love, pela Heavenly Records.

When I was young and pretty, I could’ve become a star… Luckily, I didn’t have any inkling to. I didn’t know what I was doing; I wanted to play music the way I wanted it to be played. That probably saved my life.

Mais fiel à sua musa do que nunca, Heavy Love, gravado nos Pink Duck Studios de Josh Homme e com Lanegan e Alain Johannes (QOTSA) nos trabalhos de captação e produção, explora com um brilhantismo acessível a poucos a visão cinemática e mágica de cunho muito próprio de Garwood. O som negro, místico e erótico retorna a música do britânico (ah pois, pensaram nos desertos americanos, não é?!) aos elementos primordiais, ao blues enquanto música de espectros nocturnos e loucos.

Garwood já deve ter passado pelos ouvidos de muitos sem se saber que estávamos presentes a um dos músicos mais profundos e únicos de uma geração, desde as contribuições em Silence Yourself das Savages de Jehnny Beth, com quem partilha este novo vídeo de apresentação a Heavy Love, passando por “Perpetual Dawn” dos The Orb, Fur Derdang Derdang dos Archie Bronson Outfit, deixando também o seu cunho em trabalhos e colaborações com nomes mais distantes geograficamente como os Master Musician Of Jajouka e Tinariwen e claro, o supracitado Mark Lanegan.

Para já a colaboração com Jehnny Beth da Savages e o single de apresentação ao novo disco homónimo, “Heavy Love”.

alec peterson sig

 

 

 

DGarwoodCover