O nome Efrim Manuel Menuck pode não fazer soar os alarmes nem ser automaticamente reconhecível, mas se dissermos que é um dos responsáveis pela criação tanto dos Godspeed You Black Emperor! como dos A Silver Mt. Zion, para além de ser um dos fundadores dos estúdios hotel2tango em Montreal por onde passaram e gravaram já os Arcade Fire, Basia Bula, Stuart A. Staples , British Sea Power, Handsome Furs, Howe Gelb e grande parte dos nomes da Constelation, a atenção foca-se automaticamente na sua (re)descoberta.

Menuck é um dos nomes mais importantes e incontornáveis no que toca aos universos alternativos do final do século passado e dos primeiro firmes passos do novo milénio com obra repartida entre as suas bandas e o papel de produtor altamente influente. Nove álbuns com os Godspeed, mais oito com os A Silver e um registo a solo em 2014, marcam o percurso discográfico do músico e produtor canadiano. Pissing Stars é o segundo longa-duração de Efrim fora das suas bandas e o sucessor de Plays “High Gospel”, um disco em que Manuel serve canções enigmáticas, violentas na experimentação controlada e estranhas na pacificação bizarra em que as envolve. Desde já, uma das obras maiores que 2018 vai receber.

Data de Lançamento: 02 de Fevereiro
Editora: Constelation