Foi no início de Junho, ainda o sol estava para chegar com o estrondo que chegou, que Beck se fez notar nas redes sociais com teasers no Instagram e no Twitter. Uns dias depois, o primeiro single de um disco que ainda não tem vista daqui, caía-nos em cima. Hansen virava outra vez a direcção e afastava-se novamente do som que pautou o último trabalho de 2014, Morning Phase. Da calmaria contemplativa desse registo até ao novo “Wow” vai um universo Beck de distância. O beat e a ginga que convida aos movimentos estão lá novamente, mas com um cadência que à partida indicava que nos pratos lá de casa Beck andava novamente a dar mais tempo de rotação a sonoridades étnicas. Algo de hip-hop, algo de tropical, o sempre presente algo de experimental e até rugidos de leão lá andavam pelo meio. Woowww!!!

Pois é, o caminho pelas selvas e pelos ritmos do hemisfério sul parece que pode vir a ter algum espaço de destaque no novo trabalho. Apesar de continuarmos sem muito mais novidades, recebemos agora o remix feito pelos Mexican Institute Of Sound. E que Wooow que continua a pairar por cima de “Wow”. Os sopros mariachi, ritmos de cumbia, o flow das palavras em chicano, o vibe fiesta de Tijuana. Oh Woooowwwww!!!

Para recordar o original é seguir para aqui.