“Drive Home”. Se não a casa – e acreditamos que para muitos será algo muito parecido com o sentimento desencadeado pela familiaridade do regresso -, pelo menos a horizontes em que se fundem vários degraus de melancolias diversas as várias linhas de cores que se cruzam nos instantes imediatos ao cair da noite.

Elena Lopez, a texana que sob o pseudónimo Elnuh nos senta nos padrões mais nostálgicos do shoegaze mais cru de guitarras líquidas e sofridas e camuflado de reverbação, desliza nos pavimentos quasi-ambient de “Drive Home”, a sua mais recente criação sonora, e oferece no desenrolar do tema instantes desfocados de tonalidades sépia próximos aos de Daughter – particularmente no que respeita ao som cristalino e aquático das linhas de guitarra -, Slowdive e Galaxie 500, com alguns toques de Mojave 3.

Para já, pouco mais se sabe da melancólica Elnuh, para além que tem um Bandcamp recheado de outros temos avulso que vai lançando e um EP intitulado Bad Week, editado em janeiro deste ano, mais aconchegado à arquitectura sonora de uns The Smiths vistos sob uma luz fosca. De Santo Antonio para o mundo, a misteriosa Elena Lopez e os seus tecidos shoegaze. “Drive Home” para ouvir em cima, Bad Week para ouvir em baixo.