O glamour dos Deaf Wish reside exatamente na sua simplicidade. Escapando aos modismos e à obviedade, a banda de Melbourne faz uma música crua e visceral, agradável aos ouvidos daqueles que apreciam o bom e velho rock. Desde o álbum de estreia de 2007, o quinteto tem adotado o desprendimento como a sua tónica: o seu primeiro lançamento, auto-intitulado, foi em editado originalmente em CD-R e num saco de enjoo.

A banda australiana, porém, ganhou relevância no ano seguinte e superou, em muito, as pretensões iniciais de seus membros. Entre trabalhos independentes, pausas e idas e vindas de integrantes, a banda assinou com o lendário selo Sub Pop Records e lançou, em 2014, o EP St. Vincent, que rendeu uma tour nos Estados Unidos no mesmo ano. Em 2015, o álbum Pain intensificou a incidência dos holofotes sobre o grupo, tendo sido aclamado pela media especializada.

No novo single “FFS”, os Deaf Wish arrombam a porta com uma bota de couro esfarrapada para introduzir Lithium Zion, o quinto álbum da banda, a ser lançado em 27 de julho de 2018. O tema, em um híbrido de punk e noise rock, é agressivo e barulhento, quase como um filho entre Kim Gordon e Iggy Pop. Os enérgicos vocais ficaram a cargo da guitarrista Sarah Hardiman, entrelaçados a um riff sujo e a letras insurgentes.

Apesar dos 11 anos de estrada, os Deaf Wish não conseguiram até agora alcançar o público mainstream. E nem parecem querer porque, no final das contas são uma banda de rock australiana que se diverte e faz música de forma honesta. Ainda que o grupo não se esforce para que seja conhecido nos meandros mais mediáticos, merecem definitivamente toda a atenção.

Lithium Zion
1. Easy
2. FFS
3. Metal Carnage
4. The Rat is Back
5. Ox
6. Hitachi Jackhammer
7. Lithium Zion
8. Deep Blue Cheated
9. Birthday
10. Afraid For You
11. Smoke

Deaf Wish - Lithium Zion

Deaf Wish – Lithium Zion