À medida que se aproxima do fim aquele que se revelou ser O ano dos Capitão Fausto, é hora de queimar os últimos cartuchos da banda lisboeta antes do virar do calendário.

Com a edição em Abril de Capitão Fausto Têm Os Dias Contados, o quinteto cimentou a sua posição na “primeira liga musical” portuguesa numa obra refinada, original  – apesar das influências bem perceptíveis – e, sobretudo, bem demonstrativa do talento e sensibilidade na escrita de canções francamente superior ao que exerceram nos dois primeiros discos.

Enquanto começam a chegar, na forma de listas de melhores do ano, os ecos de reconhecimento pela imprensa (na graça do público já estavam caídos há bastante mais tempo), os Capitão Fausto antecipam o concerto da próxima semana no Coliseu dos Recreios  com um novo vídeo realizado por Ricardo Oliveira para “Tem de Ser”.

Contando com participação de todos os membros da banda, assim como de amigos e associados da Cuca Monga, editora fundada pelo grupo, assistimos a uma encenação singular e altamente cómica do conto “A Branca de Neve e Os Sete Anões”, apenas com o cuidado de transparecer a diversão que se presume ter sido a rodagem do clip.

“Tem de Ser” confronta a inevitabilidade do destino e do passar do tempo pelos olhos da ainda resistente juventude, temática que insiste na recorrência ao longo de todo o disco, sobre melodias pop exímias – o refrão foi feito para cantar a plenos pulmões, de preferência em conjunto – e arranjos a piscar o olho ao barroco. Alto gabarito, de facto. A celebração acontece na próxima quinta-feira.