As capacidades sobrenaturais e interdimensionais da voz de Jarboe sempre a catapultaram para um lugar muito próprio da história mais obscura da indústria musical. O seu percurso como compositora e performer foi continuamente pautado pelo objectivo primário de aproximar e desfazer barreiras entre o público e o artista através de uma quase submissão a uma experiência indirecta de pura catarse. Seja com a visceralidade quase demoníaca dos seus poderes vocais, seja com a sedução da sua presença hipnotizadora em palco.

Desde a altura em que era parte integrante e a ‘cola’ mental dos Swansque passaram por Lisboa em Outubro -, passando por imensos projectos a solo e de colaboração com outras bandas que o seu trabalho intenso visa uma reinvenção e uma exploração dos elementos mais primordiais do núcleo nevrálgico da sua persona. As explorações musicais e artísticas de Jarboe, apesar de catalogadas no submundo da experimentação avant-gard, receberam sempre a admiração e a atenção reservada apenas aos grandes génios.

O álbum As Mind Dissolves as Song Begins, editado em Abril deste ano, e a parceria em EP com o duo italiano Father Murphy devolve a norte-americana aos palcos portugueses. Jarboe toca em Lisboa e Porto hoje e amanhã, respectivamente. As salas que recebem a tour conjunta da songwriter com a banda de Torino serão a Galeria Zé dos Bois na capital e o Understage no Rivoli a norte. Para ouvir em baixo ambos os discos.

Jarboe​/​Father Murphy

Jarboe​/​Father Murphy