Lana Del Rey já se tinha auto-intitulado a fã #1 de Father John Misty numa conversa para o The Current em Novembro do ano passado.

His songs really bring me back to why I started writing in the first place. None of the fancy stuff, it’s just the story in each one of his songs.

Se seria um aviso à navegação sobre o que aí vinha ou não não se sabe mas o facto é que ela não dá ponto sem nó e três meses depois chega este “Freak”. Retirado do ultimo trabalho de Mademoiselle Del Rey, Honeymoon, “Freak” conta com Tillman no papel de líder uma seita rodeado de hot babes entre elas Lana com quem partilha uma dança romântica e quente. A habitual estéctica retro de Lana encaixa na perfeição neste conto visual entre os imaginários de The Virgin Suicides,  Martha Marcy May Marlene e Sound of My Voice.