J. Tillman condensava em abril passado num edit de três minutos a viagem que originalmente leva mais dez de duração e que arrasta todas as almas para fora de Los Angeles, no mesmo mês que editava o seu terceiro álbum, Pure Comedy, sob o pseudónimo Father John Misty.

Agora, e prestes a fechar o ano, é com a versão original de “Leaving LA” que Tillman transforma uma apresentação intimista ao vivo em estúdio num vídeo monocromático, no qual surge sentado com a sua viola nos braços, envolvido por uma orquestra de violinos e violoncelos, à qual não falta até mesmo um maestro. Num ambiente quase clássico, elegante e quase solene, os 13 minutos da canção são projectados em sequências e imagens a preto e branco de Father John Misty e restantes músicos, não só a tocar como por entre os milhares de botões das mesas de mistura.

O norte-americano esteve no passado dia 20 de novembro em Lisboa, na digressão promocional de Pure Comedy. Lê a reportagem do concerto e a review do disco, eleito dia 3 de dezembro o melhor álbum do ano pelo The Sunday Times. J. Tillman anunciou já também um novo registo de estúdio para 2018, ainda sem adiantar mais informações.