Levantem-se todos! Temos nova presença no Festival Para Gente Sentada. José González estará em Braga, no mês de Setembro, a oferecer-nos um concerto que, por esta altura, já promete. Na 12ª edição do festival, que em dois dias pretendem conquistar Braga e os fãs que lá cheguem, confirmamos a qualidade deste cartaz que, de ano para ano, não nos consegue desiludir.

O músico e vocalista encanta-nos desde os primeiros segundos em que começa a cantar e tem uma legião bem fiel de seguidores em Portugal, já desde a sua passagem radical do hardcore para o folk. Tem actuado ora com bandas – como a que ajudou a construir, os Junip -, ou com o projecto The Göteborg String Theory, e até com os deslumbrantes Zero 7, mas é sobretudo nas suas viagens a solo que ganha mais aplausos.

De origens argentinas mas nascido e criado na Suécia, González coloca na centrifugadora inúmeros ingredientes improváveis mas que acabam por combinar na perfeição, como o folclore argentino, o folk britânico ou a acústica suave do seu indie místico e intimista. Tanto a voz como a sua capacidade de dar vida aos instrumentos, sabem actuar como bálsamo para ouvidos e corações. Braga que se apronte.

No hiato que partiu de 2007 com In Our Nature até Vestiges and Claws, de 2015, González e a sua guitarra clássica formam um dueto exclusivo e explosivo. De timbre bem quentinho e doce, com melodias nas cordas que ficam na cabeça por muito tempo, o músico deixa-nos logo em ambiente acolhedor.

A Tracker relembra que se adquirirem o bilhete até dia 31 deste mês, compram o ingresso diário por €15 e a entrada para os dois dias fica por €25,5 euros. É de aproveitar a promoção. Digam-nos lá…já estão a trautear todos em “heartbeats”?

A 17 de Setembro vamos poder assistir ao concerto de González e, no dia anterior, ao de Mallu Magalhães. É favor marcar já na agenda.