Em 2013 o Berwick Film & Media Arts Festival encomendou aos Field Music a banda sonora para Drifters, estreado originalmente em 1929 ao lado de Battleship Potemkin de Eisenstein. O documentário mudo de John Grierson, cineasta escocês fundador da escola inglesa de documentário e um dos responsáveis pela criação do vocábulo, segue a jornada de trabalho de uma frota de pesca do arenque desde a partida das Ilhas Shetland e a luta contra os elementos das zonas de pesca no Mar do Norte.  Nascidos em Sunderland junto ao mar do norte quem melhor que os Field Music para tal demanda. “It was quite easy to imagine the harbour scenes happening down by the river in Sunderland or in Whitby or Alnmouth or Berwick” realça David Brewis.

Com o último Outono passado no estúdio a revisitar a banda sonora, a banda prepara-se para lançar o trabalho em disco no final do mês de Julho pela Memphis Industries. Totalmente instrumental Music For Drifters avança por terrenos jazzísticos, de improviso e próximos do post-rock primordial de Tortoise, The Sea And Cake e Trans Am.

I suppose we had some idea before we started that we’d write slow, spacious, atmospheric music in a classically “cinematic” style but the film just isn’t like that at all – it’s full of movement and collage and jump-cuts. (..) We realised that if we echoed the rhythm, the momentum on-screen, then we could make something which fit the film and also sounded like us. Some sections solidified into something “composed” quite quickly and some sections have stayed quite spontaneous.”

Music For Drifters carrega o condão de ter juntado a formação original dos Field Music, Peter, David e o teclista Andrew Moore, com a colaboração do habitual baixista de palco Andrew Lowther. Entretanto a banda já prepara o quinto disco de originais para 2016. Até lá e ao lançamento da banda sonora fica uma amostra de quatro temas para o documentário de Grierson.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           alec peterson sig