Nathan Willett e Matt Maust dos Cold War Kids e Nathan Warkentin dos We Barbarians constituem a força criativa dos French Style Furs, uma das mais recentes formações geradas no seio da cidade de Los Angeles que cresceu de forma espontânea e sem um rumo muito bem definido, já que pretendia apenas dar oxigénio e colmatar uma urgência artística. Às faixas de percursão e baixo concebidas por Maust e Warkentin em 2013, aliou-se uma extensa colecção trazida por Willett de poemas do século passado da autoria de Thomas Merton, um monge do século XX. A inspiração por detrás da ideia do uso das palavras de Merton como as letras para o álbum, irradiou do fascínio de Willet com o religioso que se debruçou sobre a justiça social, o pacifismo e a religião oriental. Estava, assim, dada a visão e a orientação para o álbum.

Exotic Bait, álbum de estreia do projecto paralelo aos Cold War Kids que conta com a participação do percussionista Stephen Hodges cujo currículo apensa colaborações com Tom Waits e David Lynch, chega-nos a 7 de Agosto. Do álbum, podemos já ouvir este extraordinário “(World In My) Bloodstream”.

rosana rocha bigsig