E assim, quase sem se dar por isso, chegamos a Outubro e a numa data que nos coloca a menos de dois meses de distância de mais um longo e eclético passeio pelos diversos pontos de contacto sonoro que desaguam na Avenida da Liberdade no dia 24 e 25 de novembro para mais uma edição do Vodafone Mexefest. Depois do primeiro lote de confirmações que dava como garantida a presença dos Cigarettes After Sex e Aldous Harding, e mais tarde de nomes como Julia Holter, Songhoy Blues, Washed Out e Momo, o cartaz do do festival lisboeta conta agora – e seguindo a fórmula habitual -, com mais três confirmações que vêm vincar ainda mais o carácter diversificado e urbano daquele que costuma ser o derradeiro momento festivaleiro do ano.

Hinds

Elas não são de todo estreantes no Vodafone Mexefest e conhecem já os cantos não só à casa como ao formato do festival. As espanholas Hinds traziam em 2013, dois anos apenas após a sua formação em Madrid, o seu rock lo-fi feroz e directo ao assunto até ao centro de Lisboa numa altura em que ainda davam pelo nome Deers que foram forçadas a alterar em virtude de ameaça de uma acção judicial por porte de outra banda com nome semelhante – na altura actuaram na Garagem Epal e as fotos desse concertos encontram-se perpetuadas aqui. Praticamente quatro anos volvidos e pouco mudou no som rasgado Ana Garcia Perrote, Carlotta Cosials, Ade Martin e Amber Grimbergen que editou no ano passado o seu disco de estreia Leave Me Alone, que sucedia então à compilação The Very Best Of The Hinds So Far editada um ano antes. Leves, despreocupadas e com enormes descargas de adrenalina garage prontas a serem despejadas Avenida afora, as Hinds não deixarão certamente o público da mesma forma que o encontrarem. Não digam depois que não avisámos.

Oddisee

O rapper norte-americano Oddisee, de nome de baptismo Amir Mohamed el Khalifa e filho de pai sudanês embora nascido em Washington DC, traz na sua poesia urbana a crítica social e política contida inerente à criação do género nos seus primórdios e que conduziu na sua génese à sua própria criação. De batidas suaves e recheadas de groove, aliadas ao som característico dos teclados Hammer presentes na composição química da sua música, Oddisee molda sobre um leito profundamente enraizado no jazz as canções que figuram em oito registos de estúdio em nome próprio – o último dos quais, The Iceberg, foi lançado já este ano -, a que se somam mais dois com os Diamond District, banda da qual faz também parte, e ainda mais um com em parceria com Trek Life.

Ermo

Os Ermo de António Costa e Bernardo Barbosa vêm de Braga com a sua miríade de géneros que vão desde o hip hop ao synth e ao post-punk, gravados no EP homónimo de estreia de 2012 e nos dois registos de longa-duração que editaram: Vem Por Aqui de 2013 e Lo-Fi Moda lançado em junho deste ano pela editora NorteSul.

Hinds, Oddisee e Ermo juntam-se assim aos já confirmados Aldous Harding, Allen Halloween, Cigarettes After Sex, Childhood, Destroyer, Ermo, Hinds, IAMDDB, Julia Holter, Karlon, Liars, Liniker e os Caramelows, Luís Severo, Manel Cruz, MOMO convida Camané, Oddisee, PAULi, Songhoy Blues, Statik Selektah, Valete e Washed Out.

O Vodafone Mexefest realiza-se nos dias 24 e 25 de novembro e até dia 23 de novembro os bilhetes têm um custo de €45, aumento para €50 no dia do festival.