Há notícias que nos deixam com um sorriso nos lábios. Ao anunciar o regresso dos lendários Half Japanese, o sorriso rasga-se toda. Setembro dia 3 é o dia, Overjoyed é o disco.

Fundados pelos irmãos Jad e David Fair no seu quarto em Ann Arbor, Michigan no já muito distante ano de 1974, os Half Japanese tornaram-se numa das bandas mais influentes da história do rock. Pioneiros do movimento DIY e lo-fi, a banda começou a gravar e a lançar a sua música completamente sozinha na era das grandes editoras, numa época em que era inconcebível gravar música por qualquer razão que não fosse pelo objectivo estritamente comercial. Eles gravaram no seu quarto, imprimiram o próprio vinil e promoveram as suas edições com anúncios bizarros em revistas.

Absolutamente leigos no que toca a teoria musical ou em termos como acordes, ritmos, melodia ou estrutura, os Half Japanese desenvolveram uma estética e um conteúdo absolutamente outsider sem pretensiosismos, pretenções ou objectivos que não fossem a criação da música pela música, alimentando apenas as suas próprias expectativas.

Em silêncio há mais de uma década, Overjoyed, que vem com o selo Joyful Noise, é o primeiro disco em 13 anos e é, ao mesmo tempo, o mais agressivo, criativo e surpreendentemente acessível. Produzidas por John Dieterich dos Deerhoof, as 12 canções de Overjoyed são diferentes de tudo o resto no catálogo da banda e são canções assumidamente positivas.

Overjoyed
Side A
01. In Its Pull
02. Meant To Be That Way
03. Brave Enough
04. Do It Nation
05. The Time Is Now

Side B
06. Our Love
07. Shining Star
08. Each Other’s Arms
09. Overjoyed And Thankful
10. We Are Sure
11. As Good Can Be
12. Tiger Eyes