Bruto, imenso, esteticamente avassalador, pungente, incómodo, e podíamos continuar dia a fora a adjectivar o vídeo que os Hurts de Theo Hutchcraft e Adam Anderson lançaram esta manhã. “Beautiful Ones” é a primeira aparição criativa dos mancunianos desde 2015 e desde o terceiro disco Surrender. Descrito pela banda como um “unmistakable stand-alone feature”, fica colocada logo de parte a possibilidade de “Beautiful Ones” fazer parte de um novo disco.

Filmado em modo Irréversible de Gaspar Noé, o vídeo conta a história de um travesti desde o esplendor do clube a uma brutal agressão e ao desespero da humilhação e da vingança. Filmado, escrito e protagonizado por Theo Hutchcraft, “Beautiful Ones” é descrito pelos Hurts como uma celebração de liberdade de género e individualidade que não esconde os factores e valores intrínsecos a histórias de violência como esta independentemente do factor de descriminação. O ódio e o amor, a brutalidade, o sangue, o desespero e a beleza filmados de forma cinematográfica e ao mesmo tempo pessoal.

Ainda e sempre cristalino e gigantesco o synthpop dos Hurts, “Beautiful Ones” é um verdadeiro tratado de como escrever canções pop. E fica a nota que Theo é também uma mulher linda. Wink wink!!!