Um disco de estreia genial e 8 anos de silêncio depois, os I Love You But I’ve Chosen Darkness regressam aos discos com Dust, disco produzido pelo lendário baixista dos Ministry Paul Barker, que mais uma vez conduz a banda a grandes momentos de pulsão e tensão sónica.

O novo disco arranca do exacto ponto onde Fear Is On Our Side arrancou e ficou em 2006: canções negras, cheias, voluptuosas, despidas de ornamentos artificiais e a envergonharem alguns dos post-punkers da altura do post-punk.

Desde as neblinas de “Misty” à fatalidade honesta de “You Are Dead To Me”, Dust é uma paisagem soturna que arrasta novamente para a linha da frente da cena indie um novo batalhão de nomes contemporâneos que acompanhou os I Love You But I’ve Chosen Darkness neste ressurgimento da cena post-punk. Relembrem-se os Blacklist, Ulterior, Motorama ou O.Children e dance-se. Dust sai em Outubro pela Secretly Canadian e este “Faust” é o primeiro single.

alec peterson bigsig