Qualificar Jacco Garner de eterno sonhador não é algo tão rebuscado e artificial quanto ele nos tenta muitas vezes fazer crer. Com álbum novo no gatilho, o princípe multi-instrumentalista holandês da baroque pop prepara-se para nos arrebatar num mundo de encantamentos e feitiços psicadélicos e vibrantes num ponto exacto onde hipnoticamente se desenham, se encontram e debatem sonhos e realidade. A fusão de explosões de fantasia com realidades difusas e deturpadas materializou-se no seu próprio estúdio, perto de Amesterdão, onde o também produtor dá vida a todos os instrumentos, excepto à bateria, revelando um artista que opera em elevados estados de consciência e que se mostra como único na sua excepcionalidade.

Hypnophobia, o próximo registo de estúdio de Garner, tem lançamento a 4 de Maio pela Full Time Hobby e sucede-se no seu compêndio de contos de fadas fantásticos a Cabinet Of Curiosities de 2013. Retirando influências de décadas longínquas e bem identificáveis, Hypnophobia captura uma verdadeira sensação explorativa ao combinar o amor recém-descoberto pelas viagens e a paixão contínua pela sua colecção de instrumentos vintage. Apresentando-se em camadas mais complexas, pensadas e ensaiadas que os sons que preencheram as páginas de histórias e momentos passados, este medo de dormir exibe-se num desfile impressionante tanto de faixas instrumentais oníricas, com de canções de letras dignas de qualquer hino pop.

“Find Yourself” é a primeira mostra e chega-nos em formato 7” lá mais para o final do mês.

 

About The Author

Related Posts